Direito Autoral Marcas e Patentes

Disputa entre grandes marcas: confira 3 casos envolvendo a Apple e veja como evitar

Se você tem ou deseja abrir uma startup, sabe que deve fazer o registro de marca ou patente o quanto antes, certo? Por não dar a devida atenção ao assunto na hora certa, a disputa entre grandes marcas pode virar um assunto judicial, causando um estresse que poderia ser evitado.

Para que você não descubra tarde demais que alguém já utiliza a marca ou patente da sua empresa, vamos mostrar três casos envolvendo a uma das maiores empresas do mundo, a Apple, e outras gigantes do setor de tecnologia.

Aprenda com os casos dessa grande corporação o que não fazer e saiba como evitar esse problema com a sua startup!

1. iPhone: Apple vs. Gradiente

A briga começou com a disputa da marca “Iphone”. Quando a Apple lançou o seu aparelho de celular em 2007, a marca também estava sendo registrada no Brasil pela Gradiente, que teve o processo iniciado em 2000 e finalizado em 2008.

Entre diversas disputas, o desfecho foi a vitória da Apple, que acabou ganhando o direito de vender seus iPhones no Brasil. E, ainda, decidiu-se que a marca da Gradiente seria “Iphone”, diferenciando-se da marca da Apple pelas letras maiúsculas e minúsculas. Ainda assim, o caso continua polêmico até hoje.

2. Design e tecnologia: Apple vs. Samsung

Este caso de disputa teve início no ano de 2011, quando a Apple entrou na Justiça com a alegação de que a Samsung teria criado celulares plagiando os iPhones, assim como tablets que imitam o iPad.

As patentes infringidas, no caso, se referem ao design dos dispositivos e às tecnologias utilizadas pela empresa sul-coreana. Como resposta, a Samsung também processou a Apple por violação de patentes.

Depois de longos sete anos de disputas judiciais, a Apple venceu o caso, cuja sentença previa um pagamento de US$ 539 milhões por parte da Samsung. A história foi finalizada com um acerto entre as duas corporações.

3. Siri: Apple vs. Google

Outro caso de disputa entre grandes marcas foi a ação que o Google apresentou contra a Apple. O motivo também foi a violação de patentes e o caso é relacionado a Siri, o software de reconhecimento de voz utilizado em iPhones.

A acusação relata que a Apple infringiu sete patentes da Motorola Mobility, empresa adquirida pelo Google, quanto ao uso da assistente virtual. O objetivo e as consequências da ação não são pequenos: pretende-se impedir a importação para os Estados Unidos de todos os produtos da Apple.

Saiba como evitar essas disputas

Para evitar que disputas como essas aconteçam com a sua empresa, é fundamental fazer — o quanto antes — o pedido de registro da marca ou da patente que você pretende lançar no mercado.

Além disso, antes de solicitar o registro no órgão competente, o INPI, também é crucial realizar uma pesquisa profunda para saber se a marca já existe.

Isso é fundamental para que sua startup inicie sua trajetória já protegida desde os primeiros passos. Também é importante para evitar prejuízos futuros por não registrar a marca no momento certo ou por ter de enfrentar essas indesejadas disputas.

Portanto, aprenda com esses casos de disputa entre grandes marcas e não perca mais tempo. Evite processos judiciais e prejuízos financeiros e garanta os direitos sobre sua marca.


Para saber mais sobre registro de marcas e patentes, conheça o blog da ANEL e fique sempre por dentro do assunto!

DEIXE UM COMENTÁRIO