Empreendedorismo

Saiba o que é fluxo de caixa e como aplicá-lo em sua empresa

Diariamente uma empresa recebe e paga diversos valores. O ideal é que todos esses lançamentos sejam registrados para que se tenha um controle do dinheiro que está entrando e saindo. Esse controle de dinheiro recebe o nome de fluxo de caixa.

Sendo assim, a seguir veremos o que é um fluxo de caixa e quais são seus benefícios. Ao final, você receberá dicas de como aplicá-lo em sua empresa.

O que é fluxo de caixa?

O fluxo de caixa nada mais é do que o registro financeiro de entrada e saída do caixa da empresa. Isso tanto para pequenas quantias como para grandes valores. Assim, por meio desse processo é possível ter uma visão diária, semanal ou mensal do financeiro do seu negócio.

Dessa forma, é comum encontrarmos em pequenas empresas planilhas de fluxo de caixa. Elas são úteis quando a empresa é muito pequena e tem poucas vendas. Assim, é simples anotar todas as transações, juntamente com seus valores.

Porém, assim que a empresa vai crescendo começa a ficar inviável usar uma planilha. Nesse caso, a melhor opção é utilizar um sistema de gestão. Nele é possível cadastrar produtos e serviços, clientes, fornecedores e, assim, o processo de lançamento de contas a pagar e a receber fica mais simplificado.

Porém, é preciso saber que há mais de um tipo de fluxo de caixa. Entre os vários tipos, vamos nos ater a apenas dois.

Quais são os principais tipos de fluxo de caixa?

A seguir você confere o que é o fluxo de caixa direto e o fluxo de caixa projetado:

Fluxo de caixa direto

O fluxo de caixa direto trabalha com valores brutos, sem nenhum desconto. Assim, são anotados todos os valores que entram e saem diretamente, bem como o nome do cliente e fornecedor e todos os detalhes da compra ou venda. 

As entradas são organizadas por categorias, assim como as saídas. Este modelo oferece mais informações diariamente.

Fluxo de caixa projetado

Já o fluxo de caixa projetado fornece à empresa uma previsão de como estará o financeiro daqui a alguns meses. Assim, ele trabalha com valores projetados, de acordo com o que é vendido e de como o mercado está se comportando. 

Por meio desse fluxo de caixa é possível prever se haverá meses em que o caixa estará com saldo positivo ou negativo e, assim, é possível agir e evitar que se tenha, realmente, um saldo negativo no futuro.

fluxo de caixa

Quais os benefícios de se manter um fluxo de caixa?

Fazer o fluxo de caixa possibilita muitos benefícios ao seu negócio. Abaixo você confere alguns deles:

Evita gastos supérfluos

Quando sabemos exatamente o dinheiro que temos em caixa e o quanto dele pode ser utilizado em novas compras fica mais simples saber se podemos ou não comprar. Às vezes pensamos que porque entrou um pagamento do cliente, podemos utilizar o dinheiro para comprar novas cadeiras para o escritório, por exemplo.

Porém, se analisar o fluxo de caixa e ver que o dinheiro precisa ser poupado para pagar um fornecedor, logo vemos que é preciso deixar a compra das cadeiras para depois. Primeiro é importante pagar as contas. Aliás, com o fluxo de caixa é possível se programar para saber quando que as cadeiras poderão ser adquiridas. 

Auxilia na tomada de decisão

Saber exatamente como está a saúde financeira da empresa possibilita que as decisões referentes a novos investimentos, compras ou contratação de funcionários, por exemplo, se tornem mais simples. 

Por isso, é tão importante trabalhar com o fluxo de caixa. Pois ele mostra se a empresa está com dinheiro sobrando ou em débito. Ao ter conhecimento da situação financeira da empresa é possível focar as estratégias para onde é preciso.

Mostra o ritmo de crescimento

Você sabe se a sua empresa está crescendo ou tendo uma regressão atualmente? Essa pergunta pode ser respondida rapidamente ao ter os relatórios de fluxo de caixa em mãos. Por meio deles é possível ver o quanto a empresa cresceu ou regrediu nos últimos meses.

Evita a inadimplência

Ficar inadimplente é uma situação bem complicada para uma empresa, pois ela perde credibilidade em seu mercado. Sendo assim, por meio do fluxo de caixa é possível evitar a inadimplência.

Para isso, é só fazer a análise dele e ver se é necessário economizar em algum setor ou se há contas ainda a pagar. Se tudo está certo, com as contas em dia, é hora de pensar em investir o dinheiro que está sobrando, para que a empresa cresça ainda mais.

fluxo de caixa

Dicas de como aplicar o fluxo de caixa em sua empresa

Falamos sobre o que é fluxo de caixa, sua importância e benefícios. Agora é hora de ver como aplicá-lo em sua empresa. 

Para isso, comece por decidir como fazer o fluxo de caixa. Ele será feito por meio de planilha ou um software? Faça a escolha dependendo do tamanho da sua empresa e se optar pelo software, sugerimos que pesquise bem antes de contratá-lo. Ele precisa oferecer tudo o que você precisa para realizar o fluxo de caixa do seu negócio.

Após isso, é importante definir as categorias de despesas e receitas. Além disso, é preciso definir as despesas fixas e as variáveis. Por exemplo, a conta de energia, telefone e o pagamento dos salários dos funcionários são despesas fixas. Já o pagamento de um freelancer, por exemplo, é uma despesa variável.

Feito esse trabalho inicial, é hora de registrar as movimentações financeiras. Sugerimos que faça esse registro periodicamente. Se possível todo dia, para não acumular trabalho. Aliás, cadastre até as contas a receber. Assim, você tem um controle do que falta receber dos clientes.

Por fim, é só analisar os dados a cada 15, 30 ou 90 dias. Você que estabelece a frequência de análise.

Ter um fluxo de caixa é importante para manter a saúde financeira da empresa em dia. Sem ele as contas ficam desorganizadas, chegando ao ponto de não saber o quanto falta receber dos clientes que pagaram de forma parcelada, por exemplo.

Então, comece hoje mesmo a implantar o fluxo de caixa na sua empresa. Aliás, aproveite e confira nosso post sobre como fazer um plano de negócios. Assim, você consegue estruturar bem o seu negócio.

DEIXE UM COMENTÁRIO