Marcas e Patentes

7 Maiores inventores da história e suas criações

A maioria das coisas que você utiliza hoje em dia, houve uma época que não existia. Porém, nada surge do nada. Por isso, temos os inventores, que foram e são pessoas que com uma boa ideia, um problema em mãos e, às vezes, um pouco de sorte criam elementos que não existiam e se tornam muito úteis para a sociedade. 

Por isso, a seguir veremos os 7 maiores inventores da história e falaremos um pouco sobre suas principais invenções e patentes. Mas antes, veremos rapidamente o que é uma patente.

O que é uma patente?

A patente é utilizada para proteger os direitos de uma pessoa sobre sua invenção ou modelo de utilidade. Ou seja, digamos que você criou um objeto ou máquina que é inovador e tem utilidade na indústria. Sendo assim, você deve pedir para que a invenção seja patenteada. 

O INPI é o órgão brasileiro no qual você deve pedir a patente do seu invento. Nesse caso, o INPI faz uma pesquisa internacional para analisar se essa mesma invenção já não foi patenteada em algum outro país. Caso sua invenção seja única, é realizada a patente dela. 

Assim, você escolhe se a patente pode ser utilizada por terceiros e como. Porém, em todo caso, o titular da patente deve colocar a informação técnica relativa à invenção à disposição do público.

1. Alexander Graham Bell

Alexander Graham Bell nasceu em Edimburgo, na Escócia, em 1847. Ele se graduou jovem, com apenas 13 anos e aos 16 já estava lecionando em universidade. Sua família (pai e avô) eram especialistas em ajudar surdos a se comunicarem por sinais. Já Graham Bell usou da fala das pessoas para inventar o telefone.

Quando adulto, Alexander se mudou para o Canadá. Foi enquanto morava nesse país que ele criou e patenteou o telefone. Seu aparelho utilizava a rede elétrica para transformar sons em ondas e depois convertê-las em sons novamente. 

Segundo o Escritório de Patentes dos Estados Unidos, a patente foi concedida a Graham Bell em 1876. Porém, muitas pessoas tentaram contestar essa patente, dizendo que também já haviam criado o telefone. 

O caso mais importante foi de Antonio Meucci que requereu a patente temporária do seu invento, um telefone que também utilizava a rede elétrica para gerir a comunicação, em 1871. Porém, devido a problemas de saúde, não acompanhou o processo e quando percebeu a patente foi dada a Graham Bell.

Antonio Meucci tentou reivindicar a patente, mas morreu antes de o caso ser concluído, o que deu à Graham Bell o direito da patente.

Porém, em 2002, os Estados Unidos reconheçam oficialmente as contribuições de Antonio Meucci para a criação do telefone. Mas a patente continuou a ficar nome de Graham Bell.

2. Steve Jobs

Steve Jobs foi uma pessoa muito conhecida no meio da computação, afinal ele foi o criador da Apple. Claro que no início da marca haviam mais dois sócios, porém foram as ideias revolucionárias dele que fizeram com que a Apple se tornasse o que é hoje.

Steve Jobs, apesar de não ter a ideia original para um computador de mesa, foi quem pensou em comercializá-lo e em agregar um melhor design à máquina. O Macintosh foi o primeiro computador de mesa com teclado e mouse. Foi Jobs quem decidiu que o sistema iria ter ícones e janelas para o usuário acessar em vez de uma caixa para digitar comandos.

Jobs também inventou o iPod, o iPhone e o iPad. O iPod permitiu que os usuários armazenassem suas músicas em um dispositivo em vez de usar os Walkman, em que era necessário ter uma fita K7 ou um CD para escutar música.

O iPhone já está em sua versão 11 , ele foi a revolução dos celulares. O aparelho reunia as funcionalidades de um computador, um telefone e um tocador de música. Além disso, sua tela sensível ao toque atraiu a atenção de muitas pessoas. 

Por fim, o iPad é um tablet que, hoje, contém funções de telefone, mas também pode ser utilizado para criar desenhos digitais. Aliás, muitos designers que trabalham com ilustração utilizam dessa ferramenta para criar suas artes.

inventores Apple

3. Temple Grandin

Temple Grandin é uma mulher que nasceu em Boston, nos Estados Unidos. Ela é autista, tem graduação em Psicologia e mestrado e Ph.D. em Zootecnia. Quando jovem, ela inventou a “máquina do abraço”, que utilizava para se acalmar, afinal a máquina a abraçava, fazendo-a se sentir mais confortável e segura. A mesma máquina foi utilizada por outros autistas.

Quando adulta criou várias ferramentas para o mercado da pecuária. Seus currais e corredores para os animais tinham formato circular, pois os animais preferiam seguir essa forma de caminho. Além disso, com esse formato, os animais não viam o que havia no final do corredor e não ficavam tão tensos.

Temple Grandin foi homenageada com um filme que leva seu nome. Ele foi lançado em 2010, mostrando sua história e suas invenções.

4. Thomas Edison 

Thomas Edison nasceu em Ohio, nos Estados Unidos. Ele não chegou a concluir a escola, pois seu professor dizia que ele não parava de fazer perguntas, que ele não fazia a tarefa de casa e custava a aprender. Foi então que, depois de alguns meses de aula, ele saiu da escola e sua mãe começou a ensiná-lo em casa.

Com acesso aos livros de ciências, ele aprendeu sobre o que mais gostava e isso lhe permitiu desenvolver suas habilidades para, mais tarde, desenvolver seus inventos.

Um dos inventos mais conhecidos de Thomas Edison é a lâmpada elétrica incandescente, que no início era constituída de um filamento de carvão e depois, com suas novas descobertas, ela ganhou um filamento fino de carvão a alto vácuo. Essa evolução permitiu que a lâmpada tivesse uma vida útil maior. 

Edison tem o título de pessoa que mais tem patentes em seu nome do seu tempo, tendo 2332 patentes registradas. Porém, não é certo que todas as descobertas para as patentes partiam somente dele, pois os funcionários da sua fábrica deviam patentear suas descobertas no nome de Thomas Edison.

Aliás, ele foi o criador da General Eletric (GE) que existe até hoje. Então, além de inventor, ele também era empresário.

5. Wilhelm Conrad Röntgen

Wilhelm Conrad Röntgen é um alemão que nasceu em 1845. Ele cursou engenharia mecânica, mas viu na física seu interesse maior. Ele lecionava física em universidades e também fazia experimentos.

Foi em um dos seus experimentos com raios catódicos que ele percebeu uma radiação diferente, a qual denominou raio-X. Ele ainda não sabia o que ela era e nem o que era capaz de fazer, mas depois de mais alguns testes percebeu que ela poderia ser utilizada para tirar uma fotografia interna do corpo humano.

Em 1895, depois de já saber o que o raio-X era capaz, ele pediu para que sua esposa deixasse sua mão exposta por 15 minutos aos raios e do lado oposto colocou uma chapa fotográfica. Foi nesse momento que surgiu a primeira radiografia da história, pois a chapa mostrava o contorno da mão da sua esposa, mostrando até o contorno dos ossos, junto do contorno do anel que estava em um dos seus dedos.

Com a descoberta, Wilhelm ganhou um prêmio Nobel de Física em 1901. Porém, ele doou o dinheiro para uma universidade e recusou a fazer a patente da descoberta, pois acreditava que a ciência estava a serviço da humanidade.

6. Hans Lippershey

Hans Lippershey nasceu na Alemanha, em 1570. Porém, depois ele se mudou para os Países Baixos e foi lá que ele começou a atuar como fabricante de lentes. Envolto nesse universo das lentes, ele conseguiu criar uma luneta

Assim, uma pessoa com uma luneta em mãos podia avistar objetos à distância. Aliás, ele chegou a patentear sua criação. Porém, a criação da luneta chegou ao conhecimento de Galileo Galilei. Foi por meio dele que ela evoluiu para o telescópio e ganhou mais poder de alcance.

inventores telescópio

7. Karl Benz

Karl Benz é um alemão que nasceu em 1844. Este engenheiro é considerado o inventor do automóvel movido à gasolina que utilizamos hoje em dia. Seu primeiro carro era composto por três pneus, um motor de quatro tempos, um volante e uma tábua para suportar o motorista. Aliás, esse automóvel tinha velocidade máxima de 8 km/h.

A patente do carro foi registrada em julho de 1886, o mesmo ano em que o carro foi criado. Depois disso, o carro foi sendo aperfeiçoado até chegar aos modelos que temos hoje em dia.

Fechamos aqui nossa lista dos 7 maiores inventores da história. Sem eles, muito do que existe hoje não existiria. Por isso, é preciso conhecer a história e entender que nada surgiu do nada. Além disso, não podemos esquecer que a maioria deles patentearam suas criações, se não nem saberíamos de certeza que foram eles que as criaram.

Por isso, é preciso registrar a patente para garantir a autoria da criação de um produto e para ganhar uma parte do lucro pela comercialização do produto por outras pessoas. Então, entre em contato conosco e saiba como fazer o registro de patentes.

DEIXE UM COMENTÁRIO