Empreendedorismo Registro de Marca

É possível saber se uma marca já existe?

Ao abrir uma nova empresa que comercialize produtos ou serviços é necessário dar um nome a ela. Nessa hora, muitas pessoas apenas realizam pesquisas nas redes sociais e no Google para verificar se o nome que escolheram já foi escolhido por outra empresa. Porém, é preciso mais do que essa busca para saber se a marca já existe.

A busca no Google e nas redes sociais são importantes para a parte de marketing e branding, mas para a parte jurídica é importante fazer uma busca na base de dados no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial). Confira, a seguir, por que é necessário fazer essa pesquisa.

Por que é importante pesquisar a marca na base de dados do INPI?

Ao realizar uma pesquisa de nome de marca nas redes sociais e Google, a empresa consegue já ter uma base se o nome que quer usar existe. Porém, para se ter total certeza que o nome não foi registrado no INPI, é importante realizar a busca também na base de dados do INPI. Nessa base estão inscritos todas as empresas com marca registrada.

Assim, na hora de realizar a pesquisa basta colocar o nome que você deseja e pesquisar. O sistema retornará todos os nomes já registrados que se relacionam com aquele que você inseriu. 

Além do nome, é retornado o número do registro, a prioridade, a marca, a situação, o titular e a classe. Dessa forma, mesmo se que tenha um nome igual ao que você quer, mas que seja de uma classe diferente daquela que a sua empresa se encaixa, saiba que é possível fazer o pedido de registro de marca. 

Por exemplo, ao pesquisarmos pela marca “Aurora”, o sistema retorna muitos resultados iguais. Isso mostra que há diversas marcas “Aurora”, porém, cada uma é de uma classe diferente.

A questão é que quanto mais único for o nome da sua marca, melhor. Afinal, você também terá que se preocupar com o marketing e o branding.

marca já existe

Evite a concorrência desleal

A concorrência desleal se classifica quando uma empresa nova quer usar um nome similar a outra que está há muito tempo no mercado. O objetivo disso é confundir os clientes da empresa mais antiga e fazer com que eles comprem da empresa nova porque se confundiram com o nome parecido.

Por exemplo, se uma empresa de bebida cria uma marca chamada “Uai te leibel”. Isso fica claro que ela está tentando se aproveitar da concorrente White Label (marca de whisky). 

Por esses casos, é que é preciso fazer a busca pelo nome da marca e não agir de má fé. Pois, isso resulta em uma concorrência desleal. 

É por conta desses casos também que o INPI faz uma análise em cada pedido de registro de marca, para detectar qualquer irregularidade ou concorrência desleal.

marca já existe

Então, qual seria o passo a passo de pesquisar e fazer o pedido de registro de marca?

Para fazer o pedido de registro de marca, primeiro você precisa acessar o site do INPI e fazer a busca pelo nome que deseja dar a sua marca. Após isso, pesquise também pelo logo. 

Se estiver tudo certo, é hora de emitir e pagar a Guia de Recolhimento da União (GRU). Após é preciso preencher o formulário que contém todos os dados a respeito da sua marca, desde nome até em qual classe ela se encaixa. Ao finalizar essa etapa, envie o formulário e faça o acompanhamento do pedido.

Para as pessoas que se sentem inseguras em fazer as buscas e o pedido de registro de marca, elas têm a opção de contratar uma assessoria especializada. Assim, além de não precisarem se preocupar com a busca e o preenchimento correto do formulário, elas não precisam fazer o acompanhamento do processo que pode demorar alguns meses para ser finalizado.

Se você é uma dessas pessoas inseguras ou se não está com tempo para fazer todo o processo, entre em contato conosco. Somos especialistas em fazer pedidos de registro de marcas e prestamos assessoria.

DEIXE UM COMENTÁRIO