Empreendedorismo

Saiba o que é um manual de identidade visual

A identidade visual é parte essencial da empresa ou de uma marca. Por meio dela os clientes conseguem reconhecer a marca e criar um laço emocional. Faz parte da identidade visual não só o logo, mas também o tom de voz e a paleta de cores, por exemplo.

Para melhor especificar todas as características visuais da marca há o manual de identidade visual. A seguir, veremos qual é a sua importância e, após, vamos mostrar como montar um manual de identidade visual. 

O que é o manual de identidade de visual?

O manual de identidade visual é um documento que tem como objetivo definir tudo o que faz parte do visual da marca, como logo, cores, tom de voz, tipografia, como usar a marca e até como não usá-la. 

Esse documento é essencial para as pequenas e grandes empresas, pois por meio dele qualquer pessoa que precisar fazer algo que envolva o visual, como material gráfico, postagens em redes sociais ou mesmo o site da marca conseguirá se guiar para definir as cores e estilo do layout.

Por que o manual é importante?

Quando começamos uma empresa sem muito capital para investir, normalmente, não se tem uma pessoa para cada setor, como comercial, marketing, vendas e outros. É o dono que começa fazendo tudo e depois passa a contratar funcionários quando há a necessidade. 

Dessa forma, no começo é mais simples lidar com o design da marca, afinal tudo passa pelo dono. Porém, com o crescimento do negócio, é preciso contratar profissionais e eles precisam de autonomia para decidir alguns itens sem necessitar que todas as decisões passem pelo dono.

Dessa forma, faz muito sentido ter um manual de identidade visual para que, por meio desse documento, o profissional que for contratado consiga se guiar sem a necessidade de estar sempre consultando o dono da empresa sobre quais cores devem constar nas embalagens ou qual é o logo certo. 

manual de identidade visual

Como criar o manual de identidade visual para a sua marca?

Visto a importância de se ter o manual de identidade visual, vamos conferir agora como criar esse documento. Para isso, siga os passos a seguir.

Início

O início do manual de identidade visual deve constar uma capa já com o design utilizado pela marca e, se quiser, uma contracapa. Na contracapa, é possível escrever alguma mensagem ou apresentar algo que identifique a marca.

Aliás, para uma melhor organização, crie também um sumário. Assim, quem for usar o manual vai saber de antemão onde está o assunto que ele deseja procurar.

Apresentação

Após o início, é importante ter uma apresentação da marca ou empresa para que quem estiver utilizando o manual saiba um pouco sobre a história, objetivos e princípios. Na verdade, as informações do texto de apresentação ficam a critério da empresa, desde que quem o leia consiga já ter uma ideia de como é a empresa.

Seria um diferencial já escrever esse texto com o tom de voz praticado pela marca. Dessa forma, quem o lê já começa a entender como é a comunicação da marca. 

Descrição do logo

O logo é muito importante, por isso é preciso ter um tópico somente para mostrar como deve ser a construção dele, junto das cores que devem ser utilizadas. Defina todos os detalhes que compõem o logo para que quem for reproduzi-lo não tenha nenhuma dúvida.

Logo e suas variações

Este é um tópico que complementa o anterior. Nele devem estar as diferentes variações que o logo pode ter, desde fundos que podem ser usados e quais cores o logo pode ter. Isso é importante porque o logo nem sempre pode ser aplicável do jeito que foi criado em todo material gráfico ou digital.

Por exemplo, se o logo é colorido, apresente uma versão em preto e branco e outra em cores diferentes que respeitem a paleta de cores, por exemplo. Além disso, defina o que não pode ser feito com o logo e quais cores não podem compô-lo. 

Tipografia e paleta de cores

Toda marca deve definir uma paleta de cores e a tipografia a ser utilizada em materiais gráficos ou digitais. Esses dois itens devem conversar com o logo e tom de voz. Assim, a identidade visual fica bem harmônica e a marca se torna mais identificável pelo público.

Sendo assim, além de mostrar as cores que podem ser utilizadas, escreve junto delas os seus respectivos códigos. É importante constar o código das cores para as artes digitais (RGB) e para os materiais gráficos (CMYK).

manual de identidade visual

Tom de voz

O tom de voz se refere a forma como será feita a comunicação oral e escrita da marca. Será utilizado gírias, a linguagem será formal ou informal e o personagem por trás da marca terá gênero ou será neutro?

Podemos pegar como exemplo o tom de voz da Netflix. A marca se reconhece como do gênero feminino e seu tom de voz mistura linguagem informal, descontração e simpatia. Assim, em todos os canais da marca, a forma com que a Netflix se comunica é da mesma forma, pois há um tom de voz bem definido. 

Composição

Além das cores, tom de voz, tipografia e logo, é importante definir o estilo que as composições gráficas e digitais devem ser feitas. Dessa forma, descreva ou traga exemplos de como deve ser feita a composição e, se possível, com o nome do estilo. Por exemplo, se o estilo é minimalista, flat ou se é mais cheio de elementos gráficos. 

Como não usar a marca

Este é um tópico essencial para esclarecer como não usar a marca, desde o logo até o tom de voz e cores. Detalhe todas formas com que a marca não pode ser utilizada. Aliás, é possível fazer isso para cada tópico anterior, assim ficará mais claro as proibições. 

É importante mostrar e fazer com que respeite todas as regras de composição visual. Afinal, é essencial seguir o padrão especificado no manual de identidade visual e evitar erros, como esticar o logo, usar logo antigo, aplicar um tom de voz diferente ou usar tamanhos diferentes para os elementos do logo. 

Finalização

Por fim, finalize o manual de identidade visual com a assinatura do responsável, logo e data de criação do documento. É possível aplicar grafismo que estejam de acordo com o manual nas páginas finais. 

Ao fazer esse manual, se tem documentado tudo a respeito do design da marca e da comunicação. Dessa forma, a equipe de marketing conseguirá fazer todas estratégias e peças gráficas de forma harmônica, sem destoar no tom de voz, paleta de cores e uso do logo.

Convidamos você a ler nosso artigo sobre branding. Assim, além do manual de identidade visual, você saberá sobre como fazer a gestão da sua marca.

DEIXE UM COMENTÁRIO