tudo sobre registro de marca


registre sua marca

O que é Registro de Marca?

É um certificado que garante os direitos de exclusividade sobre uma marca. Com ele, o titular protege a identidade visual da sua empresa, produto ou serviço, contra cópias e fraudes, garantindo seu reconhecimento no mercado.

Para que serve?

O registro de marca evita que o consumidor seja iludido, comprando produtos de outra empresa por engano. Por meio desse procedimento, seus concorrentes ficam impedidos de registrar o mesmo nome e identidade visual que você.

Como se faz?

O registro de marca é feito no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), por qualquer pessoa ou empresa que comprove o exercício lícito da atividade.

Registre sua marca

Quanto custa?

Considerando as taxas e o serviço de assessoria, o custo é de cerca de mil reais. Esse processo evita o risco de problemas judiciais no futuro, o que pode resultar no impedimento de usar a marca ou no pagamento de indenizações.

Como é o processo?

O processo de registro passa por várias etapas, que incluem busca prévia, pagamento de taxas, preenchimento de formulário e acompanhamento da publicação do pedido e dos outros andamentos na Revista da Propriedade Industrial (RPI).

Porque contratar uma consultoria?

Registrar uma marca diretamente no INPI exige conhecimentos específicos, e qualquer erro pode resultar no indeferimento do pedido. Uma consultoria conta com expertise para realizar todas as etapas do processo, garantindo o êxito da solicitação.

Dá pra fazer sozinho?

Sim, você pode fazer o pedido de marca no INPI sem nenhum intermediário. Mas é importante cumprir todos os trâmites exigidos, o que pode ser complexo para quem não está acostumado. A consultoria garante agilidade e segurança, além de fazer um acompanhamento permanente da solicitação.

O que é Registro de Marca?

É um certificado que garante os direitos de exclusividade sobre uma marca. Com ele, o titular protege a identidade visual da sua empresa, produto ou serviço, contra cópias e fraudes, garantindo seu reconhecimento no mercado.

Para que Serve?

O registro de marca evita que o consumidor seja iludido, comprando produtos de outra empresa por engano. Por meio desse procedimento, seus concorrentes ficam impedidos de registrar o mesmo nome e identidade visual que você.

Como se faz?

O registro de marca é feito no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), por qualquer pessoa ou empresa que comprove o exercício lícito da atividade.

Registre sua marca

Quanto custa?

Considerando as taxas e o serviço de assessoria, o custo é de cerca de mil reais. Esse processo evita o risco de problemas judiciais no futuro, o que pode resultar no impedimento de usar a marca ou no pagamento de indenizações.

Como é o processo?

O processo de registro passa por várias etapas, que incluem busca prévia, pagamento de taxas, preenchimento de formulário e acompanhamento da publicação do pedido e dos outros andamentos na Revista da Propriedade Industrial (RPI).

Por que contratar uma consultoria?

Registrar uma marca diretamente no INPI exige conhecimentos específicos, e qualquer erro pode resultar no indeferimento do pedido. Uma consultoria conta com expertise para realizar todas as etapas do processo, garantindo o êxito da solicitação.

Dá pra fazer sozinho?

Sim, você pode fazer o pedido de marca no INPI sem nenhum intermediário. Mas é importante cumprir todos os trâmites exigidos, o que pode ser complexo para quem não está acostumado. A consultoria garante agilidade e segurança, além de fazer um acompanhamento permanente da solicitação.

Registro de Marca no Brasil


Quantas marcas são solicitadas por ano?

Em 2018 foram

solicitadas

204.419 novas
marcas

(residentes e não residentes no Brasil)

Quem faz as solicitações?

Saiba mais sobre o registro de marca


Quanto custa e quanto tempo demora para fazer um registro de marca?

O processo criativo de uma pessoa pode gerar coisas incríveis, como a lâmpada, a roda ou uma marca que grude na nossa mente. Ideias geniais precisam ser protegidas e, para isso, colocar no papel e fazer o devido processo legal de registro é essencial para o criador poder desfrutar tranquilamente da sua criação. É aqui que entra o registro de marca, um certificado que garante não somente a identificação do produto e dos seus valores agregados, mas também a exclusividade sobre o uso contra cópias e fraudes, assegurando seu reconhecimento no mercado. Mas, afinal, quanto custa e quanto tempo demora para fazer um registro de marca? Será que o processo é muito longo? Continue a leitura do nosso post e descubra as respostas! Quanto custa um registro de marca? O Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) cobra um valor de R$ 142 para pessoa física, Microempresa (ME), Empresa de Pequeno Porte (EPP) e Microempreendedor Individual (MEI), para receber e dar andamento ao processo de pedido de registro de forma online. Para empresas que não se encaixam nesses formatos, o valor da taxa federal obrigatória é de R$ 355. Porém, caso o pedido seja feito em papel, o Instituto cobra outro valor: R$ 212 para pessoa física, ME, EPP ou MEI e R$ 530 para empreendimentos que não se enquadram nesses casos. Se acontecer algum impedimento na fase inicial do processo e houver a necessidade de apresentar um argumento jurídico, o interessado precisa contratar um advogado para elaborar a petição de defesa, além de pagar uma taxa ao INPI correspondente ao tipo de defesa necessária. Os valores podem ser consultados no site do órgão,  havendo diferença de custos para peticionamento eletrônico ou em papel. Todo esse serviço pode ser feito por você mesmo ou por uma empresa contratada. No entanto, ao terceirizar o pedido de registro, é preciso gastar com honorários, o que pode tornar o processo mais caro. É onde entra a pesquisa de mercado, na busca por melhores propostas para o seu orçamento. Quanto tempo demora o processo de registro de marca? Já explicamos no nosso blog quanto tempo dura o registro de uma marca no Brasil. São 10 anos, contando a partir da data da concessão do registro pelo INPI, podendo ser prorrogado por mais 10 anos. Essa prorrogação é sucessiva e não tem limite máximo de renovação. Mas o que queremos trazer neste conteúdo é o tempo relativo ao processo, a partir do pedido até a obtenção do registro. Ao todo, ele pode levar de 1 a 3 anos. Só que essa demora não é necessariamente um problema. Isso porque você consegue usar sua marca a partir do momento em que protocola o pedido de registro. Isso se deve ao princípio da retroatividade usado no processo, ou seja, se o seu registro demorar 3 anos para ser concedido, a proteção legal será contada a partir da data de depósito do pedido.  Por exemplo: Se o registro for realizado no dia 13 de dezembro de 2018 e for finalizado somente 3 anos depois, a proteção contará já a partir de 13 de dezembro de 2018. —– Se você tiver alguma dúvida ou quiser saber mais sobre o registro de marcas, entre em contato com a gente. Até mais!